Tabagismo diminui expectativa de vida em mais de 10 anos

Pneumologia; Cardiologia; Oncologia
Fonte: Dr. Daniel Deheinzelin, pneumologista e presidente da Comissão Médica do Hospital Sírio-Libanês.
Publicado em 29/05/2015

Imagine um medicamento que tomado regularmente a partir da adolescência aumentasse progressivamente nossos anos de vida. Infelizmente, a medicina ainda não conseguiu criar nenhum produto com essa capacidade. No entanto, as pessoas que começam a fumar é como se estivessem tomando esse medicamento, mas com efeito contrário. Estudos indicam que o tabagismo diminui a expectativa de vida dos homens em aproximadamente 12 anos e das mulheres em 11 anos.

Não existe nenhuma outra atitude que traga tanto impacto positivo para a nossa saúde quanto a de não fumar ou, para aqueles que fumam, parar de fumar", avalia o dr. Daniel Deheinzelin, pneumologista e presidente da Comissão Médica do Hospital Sírio-Libanês.

Mitos e verdades sobre o tabagismo

Parar de fumar engorda - VERDADE. As pessoas tendem a ganhar alguns quilos, pois o metabolismo fica mais lento, mas se normaliza em até dois meses.

Ficar perto de quem fuma é tão prejudicial quanto fumar - MITO. Embora o fumo passivo também seja muito prejudicial, o tabaco é mais nocivo para quem o fuma.

Fumar diminui a ansiedade - MITO. Fumar mata a sensação provocada pela fissura, mas o cigarro é estimulante. Diversos estudos demonstram que, ao largar o tabaco, essa ansiedade diminui de intensidade.

Pessoas que param de fumar podem ter recaída - VERDADE. A recaída é comum em cerca de 40% do casos. Geralmente, isso ocorre no primeiro ano e se deve à prática de hábitos relacionados ao ato de fumar e ao poder químico do cigarro, pois a dependência química da nicotina é rapidamente aprendida pelo indivíduo que volta a tragar.

Adesivos de nicotina ajudam a parar de fumar - VERDADE. Estima-se que o uso deste insumo aumente em até 200% a chance de parar de fumar.

Em média, depois de duas semanas fumando, a pessoa passa a sofrer de abstinência da nicotina, enquanto que a dependência psicológica do cigarro pode ocorrer em apenas alguns dias. "Fumar por brincadeira não dá certo. Estamos falando de uma das drogas que mais rapidamente provocam dependência", comenta o médico. "O cigarro só fica atrás do crack", acrescenta.

A nicotina absorvida pelo organismo por meio da fumaça do cigarro passa a barreira do sangue e chega ao cérebro em menos de cinco segundos, trazendo uma saciedade quase que imediata após a tragada. No entanto, o tempo que a nicotina estimula os receptores no cérebro dura pouco tempo, o que faz o fumante querer uma nova dose de nicotina em poucos minutos.

A Organização Mundial da Saúde estima que mais de 6 milhões de pessoas morrem todos os anos em consequência do tabaco, sendo 600 mil delas fumantes passivas.

No Brasil, segundo dados recentes divulgados pelo Ministério da Saúde, o ato de fumar está cada vez menos popular, mas 10,8% dos brasileiros ainda mantinham este hábito em 2014. Os números representam uma queda de 30,7% no percentual de fumantes nos últimos nove anos. Em 2006, 15,6% dos brasileiros declaravam consumir o produto.

O índice de fumantes é maior entre os homens (12,8%) do que entre as mulheres (9%). A faixa etária de 45 a 54 anos (13,2%) é a que mais fuma e a que menos fuma é a de 18 a 24 anos (7,8%).

Você fuma?

Se sua reposta foi sim, veja no teste abaixo o quanto você é dependente do cigarro e aproveite este 31 de maio, Dia Mundial Sem Tabaco, para tentar parar de fumar.

Teste de Fagerström para medir dependência

Com apoio de médicos, psicólogos e o uso de alguns medicamentos, o Núcleo de Cessação do Tabagismo do Sírio-Libanês tem conseguido uma taxa de sucesso superior a 50%.

Durante as conversas com os pacientes, são identificados os prazeres associados ao cigarro, como fumar depois do almoço, na sacada do prédio ou bebendo café. Esses condicionamentos são, então, gradualmente desconstruídos e no lugar surgem novos comportamentos mais adaptáveis e saudáveis.

Fazer atividade física é uma das dicas para quem está tentando largar o cigarro. O esporte ajuda a reduzir a tensão e logo é possível perceber o aumento da disposição, já que o transporte de oxigênio pelo organismo começa a melhorar depois de algumas horas após parar de fumar

O tabaco, seja do cigarro convencional, do cigarro de palha, do charuto, seja do cachimbo, pode trazer problemas de saúde graves a curto, médio e longo prazo (veja no infográfico abaixo).?


Infografico Tabagismo