Protocolo de Sepse

O que é?

SEPSE, mais conhecida como infecção generalizada, é um termo usado para designar um conjunto de manifestações graves (disfunções) em todo o organismo, decorrentes dessa infecção.

Atinge aproximadamente 600 mil pacientes por ano, no Brasil

O que medimos?

Administração Precoce de Antibiótico:

O tratamento da SEPSE precisa ser iniciado rapidamente. Considerando que a infecção é causada por bactérias, o uso de antibiótico é necessário para o adequado tratamento.

Medimos o quão precoce é a administração do antibiótico, com uma meta a ser cumprida de até 60 minutos após o início da SEPSE, o que está de acordo com os principais benchmarks apresentados no gráfico.

Letalidade da Sepse:

A Sepse é uma das principais causas de mortalidade hospitalar.

Medimos o resultado do tratamento dos pacientes com SEPSE, por meio da porcentagem de pacientes que evoluíram a óbito em decorrência desta doença.

Nossos resultados são comparados periodicamente com dados de instituições hospitalares nacionais e internacionais e são considerados excelentes.

No indicador a seguir, monitoramos o resultado do tratamento dos pacientes com sepse. Em comparação com dados dos hospitais brasileiros e estrangeiros podemos observar que nossos resultados superam o esperado. A meta estabelecida de 25% foi definida com benchmarking internacional, conforme ilustra o gráfico a seguir.

Taxa de mortalidade geral por sepse

*ILAS: Instituto Latino Americano da Sepse

O que você pode fazer para melhorar esse processo?

Os sintomas de SEPSE não são específicos, e todas as pessoas que estão com infecção e apresentam alguns dos sintomas abaixo, devem procurar atendimento médico imediatamente:

  • Sonolência excessiva ou confusão mental
  • Queda da pressão arterial
  • Dificuldade para respirar
  • Diminuição do volume de urina
  • Um atendimento rápido e o tratamento precoce garantem maior chance de sobrevivência!

Conheça outras metas:

​​​​​