Pesquisador do Memorial Sloan Kettering participa de curso de Dermatologia Oncológica do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa

Publicado em 07/03/2018
A medicina está vencendo a guerra contra o câncer. Há cada vez mais sobreviventes e menos fatalidades, de forma que seja possível lidar com os tumores como uma doença crônica. Tratamentos que podem durar a vida toda. Uma decorrência dessa mudança são os efeitos colaterais. Uma vez que os mais agressivos já estão sendo tratados, a dermatologia oncológica passa a ter uma relevância cada vez maior.

Esse foi o tema de aula especial do curso de pós-graduação em Dermatologia Oncológica, que aconteceu hoje (6/3) no Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa, em São Paulo. A mesa-redonda contou com a participação internacional do Dr. Mario Lacouture, chefe oncodermatologia do Sloan Kettering Memorial, de Nova York, que ministrou duas palestras discutindo eventos adversos cutâneos associados às terapias-alvo e à imunoterapia. Contou também com a participação da Dra. Cristina Abdalla, coordenadora do curso de pós-graduação. 

Os efeitos colaterais dermatológicos podem ser prevenidos e devem ser tratados o quanto antes, explica o médico. “Cerca de 30% a 50% dos pacientes têm efeitos colaterais dermatológicos do tratamento, como dermatites, feridas e acne”, diz o Dr. Lacouture. O manejo desses efeitos pode afetar a qualidade de vida e até comprometer a continuidade do tratamento.

Cuidado não é só com pacientes em tratamento, mas aqueles que sobreviveram à doença e ainda têm efeitos prolongados dos tratamentos. Esses e outros pontos são discutidos no programa de pós-graduação em Dermatologia Oncológica do Sírio-Libanês Ensino e Pesquisa, curso pioneiro que traz uma visão multidisciplinar do tratamento do câncer. A iniciativa faz parte do compromisso do Sírio-Libanês em colocar os alunos em contato direto com pesquisas internacionais e avanços médicos em tratamento e atendimento a pacientes de oncologia.  “À medida que o tratamento oncológico está cada vez menos fatal e tornando-se crônico, faz-se necessário cuidar para que o paciente possa viver mais e com melhor qualidade de vida”, conclui a Dra. Cristina Abdalla. 


Assunto(s): Cursos; Ensino; IEP; Pesquisa; Saúde
  • ​​​​​​Assessoria de Imprensa​

    Plantão
    +55 (11) 97613-3816

    FSB Comunicação

    Vanessa Rodrigues
    +55 (11) 3394-4830
    Rose Guirro
    +55 (11) 3394-4819
    Gabriela Scheinberg
    +55 (11) 3165-9762
    Coordenação:
    Adriana Slaiman
    +55 (11) 3394-5798