Hérnia de disco: o que causa o problema + tipos diferentes de dor e tratamento

Publicado em 07/02/2019

A hérnia de disco é causada pelo envelhecimento, desgaste ou deslocamento do disco intervertebral, que é uma espécie de sistema que absorve o impacto da movimentação do corpo, localizado entre as vértebras.

De acordo com Dr. William Gemio Jacobsen Teixeira, ortopedista no Hospital Sírio-Libanês, a formação da hérnia de disco provoca um processo inflamatório agudo, que geralmente causa dor no nervo ciático, iniciado na região da coluna lombar, passa pelas nádegas e vai até a parte mais baixa de uma ou das duas pernas.

Tipos de hérnia de disco

Os tipos de hérnias de disco mais comuns são as nas colunas lombar e cervical, devido à maior amplitude de movimentos desses dois segmentos.

Hérnia de disco cervical

A hérnia de disco cervical pode atingir tanto um nervo quanto a medula espinhal, explica Dr. Mario Augusto Taricco, neurocirurgião do Hospital Sírio-Libanês. Pessoas com hérnia de disco cervical costumam apresentar dores nos braços, pescoço, ombros e a parte superior das costas. De acordo com o médico, a dor ocorre quando há compressão do nervo, que fica mais sensível aos estímulos dolorosos.

Hérnia de disco lombar

A hérnia de disco lombar é provocada também pela compressão e inflamação de nervos e afeta a região mais baixa das costas, podendo ainda causar dores nas nádegas e nas pernas.

Sintomas de hérnia de disco

Segundo informações do Hospital Israelita Albert Einstein, o principal sintoma da hérnia de disco lombar é dor intensa forte na parte da perna onde a raiz nervosa afetada. Em compressões mais significativas poderá haver perda de força nos músculos afetados e dores na região lombar e nas nádegas.

No caso da hérnia de disco cervical, as dores normalmente são concentradas nas regiões do pescoço e da nuca. O paciente ainda pode ter dificuldade para movimentar pescoço e braços e experimentar fraqueza e formigamento nos braços, mãos e dedos.

Causas de hérnia de disco

A hérnia de disco pode afetar pessoas dos 30 aos 60 anos de idade, sendo a predisposição genética a principal causa do problema. No entanto, fatores ambientais também podem aumentar as chances de um indivíduo sofrer com a condição.

Segundo dados do Hospital Sírio-Libanês, sedentarismo, tabagismo, excesso de peso corporal e hábito de carregar muito peso sem preparo da coluna são fatores que podem acelerar o desgaste do disco e, consequentemente, causar as hérnias, que raramente são provocadas diretamente por traumatismo.

Hérnia de disco tem cura?

A realização correta do tratamento resulta em melhora completa do problema na grande maioria dos casos. Apenas uma pequena parcela dos pacientes pode apresentar dores após a terapia e o acompanhamento médico.

Tratamento da hérnia de cura

Não-invasivo

Na maioria dos casos o tratamento da hérnia de disco não é invasivo, uma vez que é realizado por meio de fisioterapia e uso de medicamentos, como analgésicos, anti-inflamatórios, relaxantes musculares e remédios para dor neuropática.

Fisioterapia

A fisioterapia costuma ser analgésica, ou seja, por meio de técnicas que ajudam a aliviar a dor. Também pode ser adotada a fisioterapia motora, com exercícios para estabilizar a coluna, com o condicionamento e fortalecimento dos músculos.

Endoscopia

Com anestesia local, sedação e incisão de 1 cm, a endoscopia também pode ser usada como tratamento contra a hérnia de disco. Neste caso, o paciente passa um dia em internação.

Cirurgia

Apenas em casos mais raros, em que o paciente não experimenta melhora com medicamentos e fisioterapia, a cirurgia para a hérnia de disco é indicada. A operação, minimamente invasiva, tem o objetivo remover o pedaço do disco que está comprimindo e inflamando a raiz nervosa. Em situações de exceção, são necessárias cirurgias maiores, com uso de parafusos ou outros implantes.

Fonte: Vix


Assunto(s): Bem-estar; Hospital; Notícias; Saúde
  • ​​​​​​Assessoria de Imprensa​

    Plantão
    +55 (11) 97613-3816

    FSB Comunicação

    Vanessa Rodrigues
    +55 (11) 3394-4830
    Rose Guirro
    +55 (11) 3394-4819
    Gabriela Scheinberg
    +55 (11) 3165-9762
    Max Gonçalves
    +55 (61) 9261-6565