Doenças Pulmonares e Torácicas

​​​​​​Dúvidas Frequentes sobre o Tabagismo


Como é o programa de prevenção e tabagismo do Sírio-Libanês?

O Sírio-Libanês estabeleceu um programa intensivo para ajudar os fumantes a pararem de fumar. Inclui avaliação médica para detectar problemas ligados ao cigarro, também avaliação psicológica e orientação contínua com medicamentos até parar de fumar.

Quais são os medicamentos mais usados no tratamento do tabagismo?

Os medicamentos incluem a bupropiona, um antidepressivo que atua na dopamina, neurotransmissor ligado ao bem-estar, a reposição de nicotina (adesivo ou chiclete), e a varenicilina, bloqueador de receptores de nicotina que reduz o prazer de fumar e ajuda na cessação. As medicações podem ser usadas separadas ou em associação, de acordo com cada caso.

Todos os fumantes recebem o mesmo tipo de tratamento?

Não. As pesquisas atuais têm demonstrado que não se pode tratar todos os fumantes da mesma forma. Algumas pessoas fumam por ansiedade, outras por vício de nicotina, e a maioria por uma associação de fatores. O tratamento é individualizado.

É verdade que 90% dos casos de câncer de pulmão estão ligados ao cigarro?

Sim. A maioria dos pacientes com câncer de pulmão é fumante ou ex-fumante.

Fumar cachimbo, narguilé e cigarro de palha traz os mesmos malefícios que o cigarro?

Fumar qualquer tipo de tabaco, seja narguilé, cachimbo ou cigarro de palha traz riscos à saúde igualmente ao cigarro.

É mais fácil parar de fumar para o jovem ou para o idoso?

Aparentemente para o jovem é mais fácil parar o vício, pois ele está menos tempo exposto. O problema é que o hábito, e não a dependência, é mais forte no jovem.

Os malefícios causados pelo fumo são os mesmos para pessoas que sofrem de doenças pulmonares como asma e bronquite?

Os malefícios do cigarro são os mesmos para todos os indivíduos, porém, é claro que o cigarro é mais prejudicial para quem sofre de doenças pulmonares, pois ele está danificando um órgão que já tem alguma alteração prévia.

É verdade que o cigarro faz tanto ou mais mal para o fumante passivo do que para o ativo?

Não. O cigarro faz mais mal para quem o fuma. No entanto, o fumo passivo também é muito prejudicial.

Cigarro de cravo tem o mesmo efeito do cigarro comum?

Sim. Se tiver tabaco, o gosto e o cheiro associados não fazem nenhuma diferença.

E o cigarro eletrônico, faz mal?

Sim, há inúmeros estudos recentes que descrevem alterações pulmonares (algumas bem grave) causadas pelo uso do cigarro eletrônico ("vaping", em ingles). Além disso, existe um risco maior de pessoas que fumam cigarro eletrônico virem a se viciar em cigarro normal mais tarde, visto que já estão expostos a nicotina.

Há algum estudo que comprove os malefícios externos do cigarro, como ressecamento do cabelo, escurecimento da pele, unhas mais quebradiças?

Sim. Há centenas de estudos que identificam problemas em cabelo, gengiva, pele, rugas e envelhecimento precoce.

Um fumante há 40 anos tem possibilidade de recuperar o organismo em quanto tempo? O cigarro deixará sequelas? Quais tipos?

Parando de fumar, já no dia seguinte começam a ser detectadas melhoras na frequência cardíaca, pressão, sono etc. O risco de câncer, por exemplo, diminui a cada ano que a pessoa fica longe do cigarro, ficando bem menor entre oito e 10 anos depois.

Quais os perigos de uma cirurgia para quem é tabagista?

O fumante tem maiores riscos de complicação durante a anestesia, e depois, no período da recuperação pós-operatória, como pneumonia, infecção, arritmia e infarto.

Dizem que o organismo nunca mais será o mesmo depois do fumo. Quais são seus principais efeitos?

Os principais são o enfisema e bronquite crônica nos pulmões e o aumento de placas de arteriosclerose em todas as artérias do corpo. Isso sem falar nos aspectos estéticos, como rugas, dentes amarelados e mau hálito.

Quais os riscos para os filhos que, frequentemente, convivem com o cigarro, devido aos pais fumantes?

Além dos efeitos do fumo passivo, os filhos terão um risco muito maior de virem a ser fumantes.

Sou fumante e não tenho nenhum sintoma respiratório. Devo fazer prova de função pulmonar (espirometria) para saber se tenho DPOC – doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema ou bronquite crônica)?

Se você ainda não tem sintomas e está preocupado com o enfisema, você deve seriamente pensar em largar o cigarro, pois o DPOC é uma doença principalmente de fumantes.

Por outro lado, se você fuma e tem sintomas, principalmente falta de ar, a espirometria deve ser realizada após o exame clínico

Sou fumante e tenho medo de ter câncer de pulmão. Devo fazer algum exame?

De acordo com as diretrizes mais recentes, os indivíduos que têm entre 55 e 80 anos e histórico de tabagismo ao redor de 30 a/m *, que fumam atualmente ou pararam de fumar há menos de 15 anos devem realizar uma tomografia de tórax de baixa dose de radiação.

* multiplicação do número de maços fumados por dia pelo número de anos de tabagismo.

 Núcleo de Cessação do Tabagismo

Para mais informações, ligue (11) 3394 5001


 


Você está visualizando:

Doenças Pulmonares e Torácicas

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: