Oncologia

​​​​​​​​​Transplante de Medula Óssea

A medula óssea é o órgão que produz as células do sangue e do sistema imunológico (de defesa). O transplante de medula óssea é uma forma de tratamento que renova as células da medula óssea que respondem pela produção dessas células.

Existem diferentes tipos de transplante de medula óssea, que são indicados para tratamento de uma série de doenças. Em alguns casos, o doador da medula é também o seu receptor. Nesses casos, fala-se em transplante autólogo.

Em outras situações, a medula é retirada de um doador saudável (parente próximo ou não relacionado) e transplantada no paciente. Chama-se isso de transplante alogênico.

Nos dois casos, transplante autólogo e alogênico, o procedimento se assemelha mais a uma transfusão de sangue do que a uma cirurgia propriamente dita.

Entre as demais formas de transplante, uma merece destaque pelo benefício inédito que vem trazendo para milhares de pacientes ao redor do mundo: o transplante de medula com sangue de cordão umbilical, obtido de recém-nascidos.

Para realização do transplante de medula, é preciso antes colher as células do doador, algo que pode ser feito através do osso da bacia ou da própria corrente sanguínea (aferese). No caso do sangue de cordão, o material é coletado ao nascimento do bebe e armazenado por um longo tempo, até que se mostre necessário para alguém (as características das células são publicadas, de forma que os médicos responsáveis pelo tratamento de pacientes sem doador compatível tenham acesso à informação).

Em muitos casos, o transplante de medula é feito com o paciente internado, para melhor controle de sua condição clínica e para maior segurança. A alta hospitalar ocorre após a recuperação da medula óssea que foi transplantada.

O acompanhamento do paciente pós-transplante é feito por longo tempo em caráter ambulatorial.

  • Unidade de transplante de medula óssea

    O Sírio-Libanês possui atualmente duas unidades especializadas para realização de transplante de medula óssea, ambas na Bela Vista. A primeira que entrou em operação fica no Bloco C. A unidade possui seis leitos e passou recentemente por um processo de ampliação e atualização de equipamentos, para assegurar os melhores resultados para todos os pacientes.

    A mais recente, foi inaugurada há dois anos. Localizada no Bloco B, possui dez leitos para internação, distribuídos em 580 m² especialmente preparados para recebê-los.

    Todos os quartos são equipados com um moderno sistema de filtros de ar com pressão positiva (HEPA) e filtros de água com sistema PALL, sendo que quatro leitos contam ainda com uma antecâmara (SAS), que aumenta o isolamento. Além disso, toda a prescrição e checagem da administração dos medicamentos é realizada automaticamente, na unidade, pelo sistema (ADEP).

    Os recursos tecnológicos listados acima posicionam a nova Unidade de Transplante de Medula Óssea (TMO), entre as mais bem estruturadas e equipadas do mundo, expandindo a capacidade do Sírio-Libanês na área de terapia celular para tratamento das doenças onco-hematológicas.

    A nova unidade deu continuidade aos investimentos do Sírio-Libanês para o tratamento desse grupo de doenças, iniciados ainda em 2010, com a inauguração do banco público de sangue de cordão umbilical e do laboratório de terapia celular. É claro que nada disso teria trazido resultado sem o investimento simultâneo na montagem de uma equipe de hematologistas altamente qualificada.

  • Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical e de Placenta

    As células-tronco de cordão umbilical são uma importante alternativa para pacientes que necessitam de um transplante de medula óssea e não possuem um doador compatível na família.

    O Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário do Sírio-Libanês integra a rede pública BrasilCord, vinculada ao Instituto Nacional de Câncer (Inca), e pode beneficiar pacientes de todo o país.

    Contando com as mais modernas tecnologias para preservação de células, o Banco tem capacidade para armazenar perto de 5 mil doações.

    As coletas são realizadas no Amparo Maternal, um dos maiores centros de apoio à gestante da cidade de São Paulo.

    A instalação do Banco de Sangue de Cordão Umbilical foi inteiramente custeada como parte dos trabalhos de responsabilidade social da Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio-Libanês e integra um amplo projeto de investimentos na área de terapia celular.

 


Você está visualizando:

Oncologia

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: