Imunizações

​​​​Vacina Salk contra a Poliomielite

A vacina Salk, injetável, contra a poliomielite ou paralisia infantil, é tão eficaz quanto a Sabin – a vacina da gotinha. Pelas suas características, por ser constituída por vírus inativados, elimina os eventos adversos que podem ocorrer com a Sabin, além de poder ser administrada a qualquer criança, inclusive nas imunodeprimidas.

Esta vacina contém três tipos de poliovírus: 1, 2 e 3, cultivados em células Vero e a seguir concentrados, purificados e inativados com formaldeído. A aplicação é feita pela via intramuscular ou subcutânea na dose de 0,5 ml para cada indivíduo.

Quem deve tomar a vacina

Está indicada para todas as crianças acima de 6 semanas de idade e para adultos não imunizados, viajantes para áreas endêmicas.

Crianças com até 2 anos de idade devem receber a vacina na região glútea ou na região anterolateral superior da coxa. Acima desta idade, a vacina deve ser aplicada na região deltoide. O esquema vacinal básico é com três doses a partir de dois meses e mais dois reforços, aos 15 meses e aos 5 anos, com pequenas variações dependendo da vacina utilizada.

Quais são os efeitos adversos da vacina Salk?

Esta vacina possui raros efeitos adversos, podendo ocorrer dor local com edema e, mais raramente, febre após a aplicação.

Eficácia

A vacina Salk possui eficácia de cerca de 85% em crianças com o esquema vacinal completo.

 


Você está visualizando:

Imunizações

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: