Diabetes

​​​​​​​​​​Úlceras dos P​és

Como o aparelho gessado é usado para tratar úlceras nos pés?

Ossos quebrados não são a única razão para a colocação de um aparelho gessado. Os médicos usam um "gesso de contato total" ou "gesso de cicatrização", moldado cuidadosamente ao pé e perna, para auxiliar na cicatrização das úlceras dos pés das pessoas com diabetes.

Como funciona o "gesso de contato total"?

Ele tem a finalidade de distribuir o peso do corpo sobre toda a superfície da planta do pé, diminuindo, assim, a pressão concentrada que causa as feridas.

Quais as vantagens do tratamento com o "gesso de contato total"?

O "gesso de contato total" permite ao paciente continuar caminhando enquanto a ferida é tratada. O gesso parece inconveniente, mas pode ser muito eficiente, bem mais barato e menos arriscado do que uma cirurgia.

Os antibióticos ajudam a tratar as infecções?

Sim. Antibióticos são importantes. Mas se a circulação de sangue para o pé for pobre, os antibióticos podem não atingir a área infectada.

O que pode ser feito para melhorar a circulação?

Os cirurgiões vasculares podem, algumas vezes, melhorar a circulação dos pés e das pernas, ajudando a úlcera a cicatrizar.

As úlceras podem ser removidas ou costuradas?

Na maioria das vezes, as úlceras e ferimentos são tratados com curativos. O "gesso de contato total" pode ser necessário. Ferimentos abertos devem, em geral, cicatrizar por si mesmos para prevenir a recorrência da infecção.

Quando a cirurgia é necessária?

A cirurgia pode ser necessária para a limpeza de feridas infectadas ou para remoção de tecidos que cicatrizam com dificuldade. Um cirurgião ortopédico é a pessoa mais indicada para realizar esse procedimento. O seu ortopedista pode realizar uma limpeza superficial da ferida (desbridamento) no próprio consultório, mas procedimentos maiores deverão ser realizados no hospital. Em alguns casos, a cirurgia pode ajudar a prevenir o desabamento do pé causado pela "articulação de Charcot".

Quantos médicos são necessários para tratar um pé?​

O tratamento do pé da pessoa com diabetes é um esforço de equipe. Endocrinologista, diabetólogo, médico de família, cirurgião ortopédico, cirurgião vascular e plástico frequentemente trabalham juntos para tratar e reconstruir pés e pernas. Estudos especiais podem envolver radiologistas, patologistas e neurologistas. Bons nutricionistas, enfermeiros especializados e assistentes sociais também são necessários com frequência.

 


Você está visualizando:

Diabetes

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: